Um Absurdo Chamado Brasil

01 Mar 2019 11:24
Tags

Back to list of posts

<h1>Um Absurdo Chamado Brasil</h1>

<p>Como cada outra obedi&ecirc;ncia, o portugu&ecirc;s poder&aacute; ser descomplicado para uns e &aacute;rduo para outros. Tamb&eacute;m, a l&iacute;ngua &eacute; viva, se altera com o passar dos anos, recebe influ&ecirc;ncias do meio e, claro, conta com um extenso conjunto de regras que inegavelmente conseguem confundir. — &Eacute; direito contar que o tempo presente, o grau de escolaridade e a categoria social impactam em como produzo meu texto. Por&eacute;m tamb&eacute;m &eacute; caso que o dom&iacute;nio da l&iacute;ngua &eacute; diretamente Acesse 10 Informa&ccedil;&otilde;es Para N&atilde;o Errar Pela Hora De Preparar-se Pra Concursos de leitura.</p>

[[image https://blog.grancursosonline.com.br/wp-content/uploads/2017/01/Quadrado-Wellington-Antunes.png&quot;/&gt;

<p>A dica &eacute; ler jornais, livros de bons autores e n&atilde;o ter humilha&ccedil;&atilde;o de procurar o motivo de uma frase que n&atilde;o conhece —, recomenda o professor Caco Penna, do CPV Educacional. Segundo Caco, as transforma&ccedil;&otilde;es dos &uacute;ltimos anos no Enem resultaram em provas mais focadas no feitio sociolingu&iacute;stico do que pontualmente na gram&aacute;tica. Mesmo em vista disso, essas s&atilde;o d&uacute;vidas ainda essenciais na reda&ccedil;&atilde;o e muito presentes nos vestibulares.</p>

<p>Indo muito al&eacute;m dos testes, vale lembrar que em toda a vida voc&ecirc; vai enfrentar com as artimanhas do portugu&ecirc;s. Nada mais queima o v&iacute;deo do que expressar errado numa entrevista de emprego ou enviar um e-mail profissional cheio de deslizes, como por exemplo. Para impedir estas derrapadas, listamos as 50 perguntas gramaticais que mais costumam gerar erros. A lista foi elaborada com ajuda dos professores Simone Motta, coordenadora de Portugu&ecirc;s do Grupo Etapa, Eduardo Calbucci, supervisor de Portugu&ecirc;s do Anglo, e do respectivo Caco.</p>

<ul>

<li>77 Conversa de bloqueio</li>

<li>1 EXIG&Ecirc;NCIAS DO MERCADO DE Servi&ccedil;o</li>

<li>Apreender melhor ci&ecirc;ncia</li>

<li>Conhecendo as Principais Bancas</li>

<li>7 Viola&ccedil;&atilde;o de certo autoral: Brusque</li>

<li>Avany comentou: 30/07/doze &aacute;s 01:00</li>

</ul>

<p>Usa-se &quot;por que&quot; pra perguntas, mesmo que impl&iacute;citas. Exemplos: &quot;Por que ela ainda n&atilde;o chegou?&quot; e &quot;Ele n&atilde;o domina por que est&aacute; aqui&quot;. Usa-se &quot;pelo motivo de&quot; para respostas. Se consegue substituir por &quot;visto que&quot;, essa &eacute; a forma correta: &quot;N&atilde;o foi trabalhar por causa de estava doente&quot;. No encerramento de uma frase, seguido de pontua&ccedil;&atilde;o (exclama&ccedil;&atilde;o, interroga&ccedil;&atilde;o, retic&ecirc;ncias), o correto &eacute; &quot;por qu&ecirc;&quot;, como em: &quot;Estou chateado. Sabe por qu&ecirc;?&quot;.</p>

<p>Agora o &quot;porqu&ecirc;&quot; tem exatamente o mesmo sentido de motivo ou explica&ccedil;&atilde;o, como por exemplo: &quot;N&atilde;o sabia o porqu&ecirc; de tanta pressa&quot;. Outro elemento de desordem constante, a crase podes ser explicada como a uni&atilde;o de duas letras em uma s&oacute;: a preposi&ccedil;&atilde;o &quot;a&quot; e o artigo feminino &quot;a&quot;. Desta maneira, se voc&ecirc; tenta ler uma senten&ccedil;a com &quot;a a&quot; e n&atilde;o faz sentido, por ventura n&atilde;o h&aacute; crase.</p>

<p>Logo, o correto &eacute; &quot;de segunda a sexta&quot;. Como no caso anterior, a leitura com &quot;a&quot; duplicado n&atilde;o faz sentido. Tamb&eacute;m, n&atilde;o se aplica a crase antes de substantivos masculinos, como &eacute; o caso de &quot;per&iacute;odo&quot;. N&atilde;o h&aacute; crase antes de pronomes pessoais (eu, voc&ecirc;, ele, ela, n&oacute;s, voc&ecirc;s, eles, elas).</p>

<p>Resumidamente, &eacute; o oposto de &quot;bem&quot;. Trabalhei Anos No Mercado Financeiro o oposto de &quot;prazeroso&quot;. &Eacute; assim como o oposto de &quot;menos&quot;. Eduardo Calbucci. &quot; As dez Melhores Faculdades De Correto, Segundo Ranking Da Folha De S. Paulo &quot; &eacute; verbo e significa &quot;existir&quot;. Segundo a professora Simone Motta, &eacute; bem comum se deparar com trocas de letra entre as palavras - erroneamente 'tras' e 'atr&aacute;z' - por conta da sonoridade parecido entre elas.</p>

<p>Apesar disso, &eacute; acess&iacute;vel diferenciar: &quot;traz&quot; vem do verbo &quot;trazer&quot; (com Z, assim); &quot;tr&aacute;s&quot; e &quot;atr&aacute;s&quot; s&atilde;o adv&eacute;rbios e indicam localiza&ccedil;&atilde;o (&quot;ficar&aacute; para tr&aacute;s&quot;, &quot;atr&aacute;s da porta&quot;). Mais uma vez a semelhan&ccedil;a sonora induzindo ao defeito. Pra elucidar: &quot;haja&quot; &eacute; conjuga&ccedil;&atilde;o do verbo &quot;existir&quot;, de existir. Este &eacute; um verbo que se conjuga como &quot;vir&quot;, de que &eacute; derivado, sendo &quot;interveio&quot; a maneira correta: &quot;A pol&iacute;cia interveio na luta&quot;. Videogames S&atilde;o capazes de Distorcer Impress&atilde;o De Tempo, Diz Psic&oacute;logo Brasileiro &quot;ter&quot; e &quot;vir&quot; necessitam ser acentuados no momento em que estiverem na 3&ordf; pessoa do plural: &quot;Eles a toda a hora v&ecirc;m de t&aacute;xi, porque eles n&atilde;o t&ecirc;m ve&iacute;culo&quot;.</p>

<p>Para apontar s&oacute; uma coisa no recinto de outra, usa-se &quot;ao inv&eacute;s de&quot;. Pra evidenciar opostos, ir&aacute; de &quot;em vez de&quot;, como no modelo: &quot;Em vez de ser o primeiro, ele foi o &uacute;ltimo&quot;. Desse jeito, quem vai, vai &quot;a&quot; qualquer local: &quot;vai aonde&quot;. Na maioria dos casos, emprega-se o adv&eacute;rbio &quot;excessivo&quot;, que significa excessivamente, muito.</p>

<p>Prontamente a locu&ccedil;&atilde;o &quot;de mais&quot; &eacute; compar&aacute;vel &agrave; express&atilde;o &quot;a mais&quot;, como em &quot;nem ao menos sal de mais, nem de menos&quot;. O prefixo terminado por vogal &eacute; separado por h&iacute;fen se a express&atilde;o seguinte come&ccedil;ar com a mesma vogal ou H. Caso oposto, sem h&iacute;fen. Exemplos: autoescola, micro-ondas, semianalfabeto, autoestima. Neste instante &quot;taxar&quot; &eacute; estabelecer uma taxa ou imposto. Express&otilde;es com significados distintos. Desse modo, ao estabelecer um e-mail, tendo como exemplo, o exato &eacute; &quot;Venho por interm&eacute;dio desse&quot;, e n&atilde;o &quot;Venho de lado a lado nesse&quot;. Quando as duas frases possu&iacute;rem sujeitos diferentes, utiliza-se a v&iacute;rgula antes da conjun&ccedil;&atilde;o &quot;e&quot;. Falso: A m&atilde;e demorou para voltar e o filho ficou desesperado.</p>

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License